Condições de trabalho de entregadores via plataforma digital durante a pandemia

Um grupo de pesquisadores[i] lançou estudo que revela as condições de trabalho de entregadores via plataforma digital durante a pandemia do novo coronavírus, realizada a partir de pesquisa on-line que contou com a participação de 298 trabalhadores.

Os resultados revelados apontam para a manutenção de longos tempos de trabalho, associado à queda da remuneração desses trabalhadores que hoje arriscam sua saúde e a de suas famílias, no desempenho de um serviço essencial para a população brasileira, ao contribuírem para a

implementação e a manutenção do isolamento social no contexto da pandemia. Outro ponto que merece destaque diz respeito às medidas de proteção, que vem sendo tomadas e custeadas pelos trabalhadores.

A pesquisa teve o objetivo de identificar os impactos da pandemia da COVID-19 nas condições de trabalho dos entregadores via plataforma digital. Participaram 298 trabalhadores em 29 cidades, que responderam questionário on-line por meio da ferramenta Google Forms. Para a disseminação do questionário foi utilizado o método “bola de neve”, em que integrantes de diferentes redes sociais respondem ao questionário e o encaminham para outras redes.

A pesquisa contou também com a colaboração em sua aplicação da FEBRAMOTO (Federação dos Motociclistas Profissionais), do Sindicato dos Motoboys de São Paulo, da Associação dos Motofretistas por Aplicativos em Pernambuco, do Grupo Voz do Motofrete (MG), do Sindimoto (MG) e da UPA (União dos Profissionais de Aplicativos Nacional).

 

Clique aqui para acessar o estudo na íntegra

 

[i]Ludmila Costhek Abílio, Paula Freitas Almeida, Henrique Amorim, Ana Cláudia Moreira Cardoso, Vanessa Patriota da Fonseca, Renan Bernardi Kalil e Sidnei Machado

Leave A Comment