A soberania alimentar, de nossa biodiversidade e o domínio das cadeias de ciência e tecnologia são caminhos elementares para o bem viver do povo brasileiro. Reproduzimos o artigo de Juliano Fujita acerca do Jambu da Amazônia orgânico que está sendo produzido na Serra dos Cocais, na divisa entre Valinhos e Campinas.

Como destaca Fujita em seu texto, o jambu (Spilanthes oleracea) é uma hortaliça de largo consumo no estado do Pará e em toda a região amazônica e esta envolvido numa disputa internacional a respeito de sua patente, devido aos seus compostos químicos, entre eles o espilantol, com forte potencial para uso industrial, com indicativo para diversas doenças (uso medicinal) e no desenvolvimento de diversos outros produtos.

São 433 pedidos e concessões de patentes relacionados ao jambu por todo o mundo, sendo que apenas 15 foram feitos pelo Brasil (3,52% do número de pedidos), o que denota subalternidade de nosso país no domínio da biodiversidade a partir do potencial de nosso território.

Fica o convite para leitura completa do artigo – ver aqui

Veja também o vídeo a seguir, com entrevista de um pesquisador da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) destacando as propriedades do Jambu.

Leave A Comment