EDUCAÇÃO E COTAS: ENFRENTAR O RACISMO É ENFRENTAR AS DESIGUALDADES

A questão racial no Brasil segue estruturando as relações sociais, especialmente no que tange as desigualdades. Medidas de reparação histórica ainda são uma batalha travada no seio da sociedade, especialmente pela comunidade negra.

O Canal Preto (ver aqui) tem lançado uma série de vídeos evidenciando os desafios presentes na comunidade negra. O Olhar de Classe reproduz o vídeo abaixo, que trata de educação e cotas, que tem se colocado como bandeira histórica do movimento negro no Brasil.

As primeiras experiências de ações afirmativas no ensino superior fazem mais de 15 anos. As cotas raciais foram estabelecida por meio da 12.711/2012 (entenda aqui como funciona o sistema de cotas) e desde então se colocam como um marco no acesso para as comunidades negras, historicamente excluídas do ensino superior e demais espaços de poder da sociedade.

Conforme afirmação no vídeo, as cotas não surgiram recentemente, elas existiram para grupos distintos a exemplo das pensões para filhas de militares, benefícios para quem ocupa cargos políticos, dentre outros.

Na USP, por exemplo, em 10 anos o número de negros subiu 52%, mas eles representam apenas 15% da comunidade universitária, o que demonstra o fosso ainda existente. As disparidades entre negros e brancos ainda é percebida em espaços como o de professores universitários, servidores públicos, dentre outros.

O racismo segue como uma grande chaga aberta no Brasil. E as cotas são medidas para seu enfrentamento. Crimes como o que liquidou a vida do jovem Pedro Henrique, recentemente assassinado por um segurança do supermercado Extra no Rio de Janeiro, ou como a execução da vereadora Marielle Franco no Rio de Janeiro no dia 14 de março de 2018 ainda demonstram que “a carne mais barata do mercado é a carne negra”.

Uma realidade dura, cruel, que tem que ser enfrentada por todos nós. E as cotas seguem como uma política necessária para transformar essa realidade e caminharmos para um tempo de mais felicidade e harmonia social.

Confira o vídeo Educação e Cotas, do Canal Preto

Leave A Comment